José Antonio Escobar

Simplesmente um dos melhores violonistas que irromperam no cenário mundial nas últimas décadas.
LEIA MAIS

JOSÉ ANTONIO ESCOBAR

VIOLÃO

BIOGRAFIA

José Antonio Escobar nasceu em 1973 em Santiago do Chile, onde graduou-se com a mais alta distinção após estudar violão erudito no Conservatório de Música da Universidad de Chile. Continuou seus estudos na Hochschule für Musik em Augsburg, Alemanha com o Prof. Franz Halasz. Sob a influência do seu primeiro mestre, o alaudista Ernesto Quezada, se interessou profundamente pelos instrumentos antigos da família do violão. Isto o motivou para se aprofundar mais em seus estudos, participando em cursos e master classes com reconhecidos especialistas, tais como Hopkinson Smith, Eduardo Egüez e Juan Carlos Rivera.

Embora tenha grande interesse pela música antiga, também sempre se sentiu à vontade interpretando música contemporânea. Isto o levou a encomendar, estrear e gravar obras de reconhecidos compositores tais como Angelo Gilardino, Clarice Assad, Javier Farías, Christian Vásquez e Javier Contreras. Ele também se dedicou ao estudo e interpretação de música com influências da música popular e folclórica da América Latina, levando-o a realizar vários projetos como solista e como membro do ‘Dúo Sudamericano’, junto ao notável compositor e violonista chileno, Javier Contreras.

Ao longo de um período que engloba quase 10 anos, obteve mais de quinze prêmios nos mais prestigiosos concursos internacionais de violão da atualidade, tais como: Francisco Tárrega (Espanha), Heitor Villa-Lobos (Brasil), Alirio Díaz (Venezuela), Forum Guitar Wien (Áustria), Viña del Mar (Chile), Stotsenberg (EUA), Alessandria (Itália), Alhambra (Espanha), Guitar Foundation of America (EUA), Julián Arcas (Espanha) e Karl Scheit (Áustria).

Tanto como solista e como músico de câmara tem realizado turnês em mais de 30 países, abrangendo quase toda a Europa e as Américas, assim como países do Norte da África, Oriente Próximo, Ásia e Oceania. Tem sido convidado para tocar como solista com importantes orquestras, incluindo: Israel Camerata (Jerusalém), Orquesta de Extremadura (Espanha), Orchestra Filarmonica di Torino (Itália), St. Michel Strings (Finlândia), Orquestra Sinfônica Acadêmica Estatal ‘Evgeny Svetlanov’ (Moscou), Hofer Symphoniker (Alemanha), Orquestra Sinfônica do Chile, Orquestra de Câmera do Chile e Orquestra Sinfônica de Concepción.

Também foi convidado para tocar em importantes salas de concerto, tais como:

Brahms-Saal no Musikverein (Viena), St John’s Smith Square e Royal Festival Hall (Londres), Carnegie Hall (Nova Iorque), Herbst Theatre (San Francisco), Sala Cecilia Meireles (Rio de Janeiro), Teatro Monumental (Madri), Teatro Teresa Carreño (Caracas), Sala Luis Ángel Arango (Bogotá) e Sala de Concerto Tchaikovsky (Moscou).

Realizou diversas gravações baixo o selo Naxos, obtendo excelentes críticas da mídia especializada. Também trabalhou com vários selos independentes como artista e como produtor. Atualmente reside em Barcelona e constantemente é convidado, não somente para realizar recitais, mas também para compartilhar sua experiência em master classes e palestras em importantes festivais de música, e oferecer cursos, seminários e oficinas em prestigiosas universidades ao redor do mundo.

José Antonio Escobar é um artista de Fanjul & Ward.

CONTATO


Angélica Fanjul | fanjul@fanjulandward.com

DIZEM DE ELE

“…Não posso nem devo perder a oportunidade de falar a favor de um dos mais notáveis músicos dedicados ao violão, chama-se José Antonio Escobar…” (Angelo Gilardino, “Suonare”, Itália, setembro de 2012)

“Os aficionados do violão precisam escutar a interpretação absolutamente impressionante de Escobar.” (Göran Forsling, MusicWeb International, 2008)

“A mestria, inteligência e sonoridade de José Antonio Escobar, em obras com um caráter tão diverso, colocam-no sem dúvidas entre os proeminentes violonistas do nosso tempo.” (Le Cahiers de la Guitare, Paris, 2002)

“Finalmente, Escobar interpretou os 12 Estudos de Villa-Lobos, demostrando que é um dos melhores jovens intérpretes que emergiram da América do Sul nestes últimos anos.” (Robert Matthew-Walker, Musical Opinion, Londres,  Maio 2007)

“Escobar é um artista expressivo, maduro, que transcendeu a questão técnica para chegar à essência da música.” (Jeffrey Rossman, Classical Voice of North Carolina, 2008).

VIDEOS

You may also like