Carlos Damas

Virtuoso com extraordinária sensibilidade e afabilidade e grande difusor da música erudita do seu país.
LEIA MAIS

CARLOS DAMAS

VIOLINO

BIOGRAFIA

Notável violinista Português com uma brilhante carreira internacional, é considerado pelas revistas Gramophone e The Strad como um dos melhores intérpretes das obras de Fritz Kreisler. Carlos Damas é comparado pela crítica internacional a grandes violinistas como Thomas Zehetmair, Gidon Kremer e  Henryk Szeryng.

Com a idade de três anos entrou no Conservatório de Coimbra onde fez os seus primeiros contatos com o mundo dos sons. Estreou-se como solista, acompanhado pela então Orquestra da Radiodifusão Portuguesa, sob a batuta do maestro Silva Pereira. Viveu em Paris onde frequentou o Conservatório. Estudou com Jacqueline Lefèvre e com o mestre Ivry Gitlis. Durante os anos que viveu em Paris encontrou-se regularmente com Yehudi Menuhin que o orientou no plano artístico e violinístico.

Foi convidado pela Escola Superior de Música de Viena para participar no Festival de Semmering. Também na Áustria trabalhou com a violinista Dora Schwarzberg e o pianista Yuri Smirnov. Participou ainda em masterclasses orientadas pelo violinista Shlomo Mintz.

Fez a estreia em Paris do Concerto para Violino do compositor Português Luís de Freitas Branco. Estreou obras de compositores modernos como Jacques Chayllé, Gracia Finzi, Michel Merlet, Jean Jacques Werner, Jacques Bondon e Sérgio Azevedo.

Carlos Damas tem uma extensa discografia que na sua maioria dedicou à divulgação de repertório de compositores portugueses. As suas gravações são editadas pela Naxos, Brilliant Classics, Et’cetera e Dux.

Carlos Damas apresentou-se em concerto, a solo, nos principais países da Europa, América do Norte e Ásia. Das orquestras com quem se apresentou a solo destacam-se Jeune Philharmonie (Val de Marne-Paris), Winnipeg Symphony, North Dakota International Music Camp Orchestra, St. Luke’s Orchestra, Camerata de St. Severin (Paris), Orchestre Internationale de la Cité (Paris), Orquestra Sinfónica de Cantão (China), Orquestra de Macau, Mission Chamber Orchestra (San José, CA) e Prague Philharmonic Orchestra.

Carlos Damas apresentou-se a solo em conceituadas salas de concerto; entre muitas destacam-se a Salle Gaveau e Salle Cortot (Paris), Grande Auditório da Unesco, Fundação Calouste Gulbenkian, Lee Hysan Concert Hall de Hong-Kong e Ville Louvigy (Philharmonique du Luxembourg).

Carlos Damas toca um precioso violino Italiano de G. B. Gabrielli, ex. “Isham”, de c.a. 1767, que lhe foi doado por um admirador norte americano.

Para além da sua actividade concertística, Carlos Damas é actualmente investigador do Centro de Estudos e Estética Musical da Universidade Nova de Lisboa. Foi membro do Conselho de Direção da ANSO/Metropolitana entre 2013 e 2016.

Carlos Damas é um artista de Fanjul & Ward.

CONTATO


Angélica Fanjul | fanjul@fanjulandward.com

DIZEM DE ELE

“Muito expressiva a interpretação do violinista português”. Paulino Toriba, Ritmo, março 2012

“Suas interpretações são adequadamente audazes e apaixonadas”. David Hurwitz, ClassicsToday, 2012

“Damas toca com uma sensibilidade comovedoramente vulnerável”. Rob Barnett, Musicweb International, novembro 2011

“A interpretação do Sr. Damas é tão sensível quanto entusiasta”. Bob McQuiston, Classical Lost and Found, novembro 2011

“O virtuoso português Carlos Damas está mais próximo das sensibilidades e do mundo sonoro moderno de Thomas Zehetmair e Gidon Kremer… Damas, com seus reflexos técnicos ágeis como um raio e sua flexibilidade tonal… possui uma fineza semelhante à de Szeryng”. Julian Haylock, The Strad, 2009

“Máxima qualificação em quanto à técnica… Carlos Damas apresenta um som claro e ressonante e uma destreza impressionante. Ele tem conseguido dominar os problemas técnicos expostos por Ysaye. Sua interpretação da peça de Kreisler é autenticamente calorosa e encantadora”. Duncan Druce, Gramophone, 2007

“O mais importante é que o seu coração está colocado na música… Damas canta maravilhosamente as grandes melodias”. Brian Reinhart, Musicweb International, 2009

VIDEOS

You may also like